quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Prefeitura de PV encaminha projeto que reajusta valor do serviço de água e esgoto

 Carlos Ferreira fala que aumento é devido
a alto custo de manutenção (Foto: Arquivo/PB)
O prefeito Jorge Duran encaminhou, na última semana, um projeto de lei complementar à Câmara Municipal que dispõe sobre a cobrança dos serviços de água e esgoto em Presidente Venceslau. Conforme o documento, o valor do serviço de água e esgoto passará de R$ 28,55, cobrado atualmente, para R$ 40,95. Já o consumo mínimo residencial de água, de 0 até 12 m³, que atualmente é cobrado o valor de R$ 14,92, terá o reajuste para R$ 24,82.

O projeto, segundo Duran, tem a finalidade de corrigir os valores e serviços prestados pela Secretaria de Municipal de Saneamento Básico, para se equilibrar as receitas e despesas desta,possibilitando ainda a necessária manutenção e reforma das redes de água e esgoto da cidade, razão pela qual se faz necessário uma maior contrapartida do usuário.

No documento, ainda é esclarecido que a Secretaria de Saneamento necessita de investimentos para manutenções em equipamentos. “...é de conhecimento público que a Secretaria Municipal de Saneamento Básico necessita de investimentos para captação e distribuição da água, além de manutenção constante em seus equipamentos elétricos e hidráulicos. É certo também que para tratamento da água a ser distribuída aos munícipes, é preciso adquirir vários produtos, que ultimamente tiveram seus preços majorados muito além da inflação, entres estes, cloro, sulfato de alumínio e flúor, para que seja mantido o padrão de qualidade da água, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, sem falar que os poços profundos existentes no Município, que fazem a captação de água, e que, em determinadas épocas do ano, ficam ligados praticamente 24 horas por dia, consumindo grande quantidade de energia elétrica, custo este que também sofreu aumento muito além da inflação”.

Segundo o secretário de Saneamento Básico, Carlos Gonçalves Ferreira, o aumento é único e exclusivamente devido a todos os custos de manutenção que tiveram considerável aumento neste ano. “Todos os materiais usados pelo DAE tiveram aumento. Em energia elétrica, temos um gasto mensal de R$ 170 mil que anteriormente não passava de R$ 100 mil. Na Estação Norte, temos um gasto de R$ 33 mil mensais com mão de obras, energia e materiais, além de ter em toda a cidade um total de 20 poços com manutenção constante de flúor e cloro e estações elevatórias que exige um custo muito grande de energia”, explica.

Ferreira ainda explica que o município conta com 14.556 ligações e mais de 60% delas pagam o mínimo cobrado de água e esgoto e que o aumento é necessário. “Esse aumento é exclusivamente por conta da alta dos preços para manutenção da rede. E no reajuste não constará a taxa de emolumentos, de R$ 3,93 por conta de água, cobrados anteriormente”, diz.

Um dos pontos citados no projeto de lei, é que mesmo com o aumento proposto, a taxa de água e esgoto de Venceslau ficará inferior aos preços de cidades da região. “Por fim, é oportuno destacar que, mesmo com o aumento ora proposto a taxa de água e esgoto de Presidente Venceslau ficará ainda inferior aos preços praticados em outras cidades, seja aquelas atendidas pela SABESP ou aquelas que possuem também o serviço municipalizado”, finaliza.

Câmara Municipal
O projeto foi protocolado na terça-feira (08), na Câmara Municipal, e será encaminhado para votação dos vereadores. Se aprovado, o reajuste deverá ser vigorado a partir do dia 1º de janeiro de 2017.
(Fonte: Portal Bueno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br