quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Polícia pede transferência de Marcola e mais 13 criminosos para Bernardes

Se deferido pedido, Marcola ficaráem cárcere duro em
Pres. Bernardes (Foto: Divulgação)
A Polícia Civil de Presidente Prudente pediu à Justiça a internação de 14 presos considerados da cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Entre os detentos que tiveram o pedido de transferência para o RDD está Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, considerado chefe da facção criminosa.

Atualmente, a maioria dos acusados cumpre pena na Penitenciária 2 (P2) de Presidente Venceslau e, caso o pedido seja deferido, serão transferidos para Presidente Bernardes – única penitenciária paulista que dispõe desse regime.

O RDD é considerado o regime mais rígido do país. Nele, o preso fica 23 horas trancado na cela, tem direito a uma hora de banho de sol separado dos demais presos, não tem direito a visita íntima e a leitura de livros ou jornais deve ser autorizada pela direção do presídio, que dispõe de bloqueadores de telefone celular.

O pedido será analisado pelo Ministério Público e depois será avaliado pelo juiz responsável. A solicitação faz parte do desdobramento da Operação Ethos, que descobriu um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, entre advogados e a cúpula do PCC.

O vice-presidente do Conselho Estadual de Defesa da Pessoa Humana (Condepe), Luiz Carlos dos Santos, está entre os investigados. Ele foi preso com 33 advogados ligados ao PCC, quando a operação foi deflagrada, há cerca de 20 dias – sete suspeitos ainda estão foragidos. Santos foi afastado do cargo dias depois das prisões.
  (Fonte: Veja)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br