domingo, 10 de julho de 2016

Scalon Presentes em Presidente Venceslau


Eleições 2016: partidos podem escolher candidatos a partir do dia 20 deste mês

Os candidatos que pretendem disputar as eleições de outubro
devem ficar atentos as datas que estão no calendário
 estabelecido pela Justiça Eleitoral
Os candidatos que pretendem disputar as eleições de outubro devem ficar atentos as datas que estão no calendário estabelecido pela Justiça Eleitoral. Nestas eleições, serão aplicadas as mudanças estabelecidas pela Reforma Eleitoral (Lei 13.165/2015), aprovada no ano passado pelo Congresso.

Com a nova norma, houve mudanças nos prazos, como aumento do período para apresentação dos registros de candidaturas, diminuição na duração da propaganda no rádio e na televisão e a proibição de doações de empresas privadas para as campanhas políticas. A partir de agora, os partidos deverão se manter por meio de doações de pessoas físicas e de recursos do Fundo Partidário.

Do próximo dia 20 de julho até 5 de agosto, os partidos estão autorizados a promoverem as convenções para escolherem os candidatos que vão disputar os cargos de prefeito, vice-prefeito e a vereador. O primeiro turno da eleição municipal será no dia 2 de outubro.

No mesmo dia, candidatos, partidos e coligações poderão pedir direito de resposta a órgãos de imprensa por contestarem afirmações e imagens que considerem caluniosas.

A partir do dia 6 de agosto, emissoras de rádio e de televisão, por serem concessões públicas, estão proibidas de veicular opinião favorável ou contrária a candidatos e partidos políticos. As tevês também não podem dar tratamento privilegiado a candidatos de forma dissimulada em novelas ou filmes.

Propaganda na internet 

O prazo para registro de candidatura nos tribunais regionais eleitorais termina no dia 15 de agosto, às 19h. No dia seguinte, a propaganda passa a ser permitida na internet e nas ruas. De acordo com a lei eleitoral, os candidatos podem participar de carreatas, distribuir panfletos e usar carros de som de 8h às 22h.

Comícios

Também estão permitidos comícios das 8h às 24h. A propaganda eleitoral no rádio e na televisão está prevista para começar no dia 26 de agosto. A reforma aprovada no ano passado reduziu de 90 para 45 dias o período de campanha. AGÊNCIA BRASIL

Liane em Presidente Venceslau


Brasil bate os EUA, é campeão do Grand Prix pela 11ª vez

A seleção brasileira feminina de vôlei vai chegar cheia de moral
para tentar o tri olímpico no Rio.
A seleção brasileira feminina de vôlei vai chegar cheia de moral para tentar o tri olímpico no Rio. Neste domingo, as comandadas do técnico Zé Roberto Guimarães fizeram uma partida de altíssimo nível contra os EUA, na reedição da final das últimas duas Olimpíadas, venceram por 3 sets a 2, em Bangcoc (Tailândia), e conquistaram o título do Grand Prix pela 11.ª vez. As parciais do jogo foram 18/25, 25/17, 25/23, 22/15 e 15/9.

Ao longo da campanha, de 13 jogos, o Brasil perdeu duas partidas apenas, para Sérvia e China, ambas nas casas das rivais. As chinesas, que são fortes candidatas ao ouro no Rio-2016, disputaram a fase final com um time reserva, sendo eliminadas na primeira fase por EUA e Holanda. Com o time titular, entretanto, a China só perdeu um jogo, na última rodada da fase de classificação, e para os EUA. 

Com 60 pontos na fase final (média de 15 por jogo), Natália foi o grande destaque do Brasil na fase final. Na decisão, ela fez 12 pontos, ficando atrás de Fabiana (18), Sheilla (14) e Fê Garay (14). Thaisa também anotou 12. 

A campanha em Bangcoc coloca uma grande dúvida na cabeça de Zé Roberto. A líbero Leia, do Minas, de 31 anos, foi escalada como titular contra Rússia e também na decisão deste domingo e foi impecável tanto na defesa quanto no passe. Não será surpresa se ela deixar Camila Brait fora da Olimpíada.

A final também serviu para recuperar Jaqueline, que comandou a reação do Brasil no segundo set, sem deixar de tirar o espaço de Fê Garay, que jogou o resto da partida. Sheilla encerrou a competição mostrando que é fundamental no time titular, assim como Fabiana e Thaisa deixaram claro que seguem sendo a melhor dupla de centrais do mundo, somando 30 pontos na final. Em síntese, o Brasil vem forte para o tri olímpico.

O JOGO - Zé Roberto escalou a equipe com Fabiana, Dani Lins, Thaisa, Natalia, Sheilla, Fê Garay e Leia. A aposta em Sheilla, porém, parecia não ter sido feliz. A experiente oposta fez um primeiro set ruim e destoou do resto da equipe. O saque brasileiro não encaixava e, com o passe na mão, o time americano sobrava, a ponto de fechar o set com certa tranquilidade, em 25/18.

As coisas começaram a melhorar com 3/1 no segundo set. Foi quando Zé Roberto tirou Fê Garay e colocou Jaqueline em quadra. Tudo que a ponteira não jogou ao longo do Grand Prix ela resolveu jogar no segundo set. O passe passou a chegar redondo na mão de Dani Lins e isso e refletiu também no ataque, com Sheilla entrando no jogo. O 25/17 foi o reflexo da superioridade brasileira.

No terceiro set, com Fê Garay de volta, o Brasil conseguiu abrir vantagem de até cinco pontos, em 17/12, mas deixou os Estados Unidos chegarem e encostarem em 24/23. O ponto decisivo foi de Zé Roberto Guimarães, que pediu o desafio de vídeo em um ataque da Thaisa aparentemente para fora. A revisão mostrou que a bola resvalou de leve no bloqueio.

O quarto set não foi menos emocionante e seguiu com os dois times iguais no placar até 20/20. Aí, Natália errou um ataque, os EUA conseguiram um ace depois de o saque bater na final, e o set ficou mesmo com as americanas.

O tie-break foi memorável, com um show do bloqueio e da defesa do Brasil. Sheilla, mostrando por que ainda é titular, foi decisiva, quase perfeita no ataque. O ponto do título foi de Fabiana, pelo meio.

Confira os produtos da Farmais e RA Fórmulas


Hamilton vence em Silverstone e reduz vantagem de Rosberg a 4 pontos

Estadão Conteúdo
Se nas cinco primeiras corridas do ano Lewis Hamilton não ganhou nenhuma, nas cinco seguintes o inglês conquistou quatro vitórias. Neste domingo, ele manteve o domínio apresentado ao longo de todo o fim de semana e venceu o GP da Inglaterra, em Silverstone, fazendo a festa dos seus compatriotas pelo terceiro ano seguido. A corrida no tradicional circuito foi marcada por uma chuva que obrigou a largada a acontecer com safety car na pista.

Nico Rosberg levou a melhor em uma disputa empolgante com Max Vestappen, cada vez mais adaptado à Fórmula 1, e chegou em segundo, com o holandês em terceiro. Na classificação geral, o placar agora é 171 a 167 em favor do alemão, que terminou a prova se segurando sem a sétima marcha. Como a Mercedes utilizou o rádio para comunicar esse problema, Rosberg ainda pode ser punido.

Esta foi a quarta vitória de Hamilton em Silverstone, repetindo as conquistas de 2008, 2014 e 2015. Assim, ele se iguala a Migel Mansell como britânico com mais vitórias em casa. Alain Prost e Jim Clark ganharam cinco vezes cada e são os recordistas gerais de vitórias no circuito.

Silverstone não costuma ser um bom palco para os brasileiros - Senna, por exemplo, só ganhou uma vez lá. Neste domingo, não foi diferente. Massa terminou em uma modesta 11.ª colocação, fora da zona de pontuação. Já Felipe Nasr ficou no 15.º lugar, o último entre os que terminaram a prova.

A CORRIDA - A chuva que pegou a todos de surpresa antes minutos antes da largada fez a direção da prova optar por um início com safety car na pista. Só na sexta volta é que a corrida começou de verdade. 

Os ponteiros (Hamilton em primeiro, Rosberg em segundo e Vestappen em terceiro) demoraram a colocar os pneus intermediários, apostando em se manter na pista, já quase seca, com o pneu para chuva. Deram a sorte de Pascal Werhlein rodar, proporcionando bandeira amarela. Os três voltaram na ordem que estavam, na frente.

Com Hamilton na frente, a briga mais interessante era entre o alemão e o holandês. Vestappen chegou a ultrapassar Rosberg em manobra bonita, por fora, e só perdeu a posição na volta 38. 

A briga entre eles deu a Hamilton inclusive uma margem de erro. O inglês chegou a escapar da pista, mas não foi ameaçado na liderança. No mesmo local, um pouco antes, Alonso já havia passado reto. 

Massa chegou a correr boa parte da prova entre os 10 primeiros, mas errou na estratégia, fazendo uma terceira parada. Vettel chegou a ser punido por uma ultrapassagem sobre o brasileiro, terminando no nono lugar.

Confira a classificação final do GP da Inglaterra:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h34min55s831

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 6s9

3º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 8s2

4º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 26s2

5º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 69s7

6º - Sergio Perez (MEX/Force India), a 76s9

7º - Nico Hulkenberg Hülkenberg (ALE/Force India), a 77s7

8º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), a 85s8

9º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 91s6

10º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 92s6

11º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 1 volta

12º - Jenson Button (ING/McLaren), a 1 volta

13º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), a 1 volta

14º - Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 1 volta

15º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), a 1 volta

16º - Esteban Gutierrez (MEX/Haas), a 1 volta 

17º - Kevin Magnussen (DIN/Renault), a 1 volta

Não completaram a prova: 

Romain Grosjean (FRA/Haas)

Jolyon Palmer (ING/Renault)

Marcus Ericsson (SUE/Sauber)

Rio Haryanto (IND/Manor)

Colégio São Paulo - Matrículas Abertas


Batida frontal mata dois e deixa três feridos graves em Álvares Machado

Colisão entre veículos foi neste sábado (9), na Rodovia Júlio Budiski (SP-501). Pistas ficaram interditadas durante os trabalhos de resgate e remoção

Um acidente entre uma caminhonete GM/Chevrolet A20, placas de Santana do Paranaíba, e um VW/Parati, de Álvares Machado, deixou duas pessoas mortas e três gravemente feridas na noite deste sábado (9), na Rodovia Júlio Budiski (SP-501), em Álvares Machado. As vítimas sobreviventes foram encaminhadas ao Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente.

Segundo informações da Polícia Militar Rodoviária, a Parati seguia no sentido Alfredo Marcondes-Presidente Prudente e a caminhonete transitava no sentido contrário quando se chocaram, por motivos a serem esclarecidos pela perícia, por volta das 22h, no km 17,5 da rodovia.

A Parati era ocupada por quatro moradores do Parque dos Pinheiros, em Álvares Machado. O condutor, de 40 anos, e uma passageira, de 19 anos, morreram no local. Uma adolescente de 13 anos e um menino de 9 meses foram encaminhados, em estado grave, ao Hospital Regional de Presidente Prudente pelo Corpo de Bombeiros.

Conforme a Polícia Rodoviária, a caminhonete era conduzida por uma mulher de 29 anos, moradora de Alfredo Marcondes, que foi encaminhada, também em estado grave, ao mesmo hospital. A motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro.

A rodovia ficou interditada nos dois sentidos até as 23h45, e o local foi sinalizado com apoio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A ocorrência foi apresentada à Polícia Civil na Delegacia de Álvares Machado e foi registrada como acidente de trânsito, homicídio culposo na direção de veículo e lesão corporal culposa.  G1

Belas Artes Gesso em Presidente Venceslau


Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br