quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Investigações apontam indícios de homicídio seguido de suicídio

Polícia apura se homem se matou após assassinar a mulher, em Piquerobi. Casal foi encontrado morto em residência nesta quarta-feira (11)

Casal foi encontrado morto em residência no Centro de Piquerobi
 (Foto: Rubens Ramos/TV Fronteira)
O trabalho de campo da Polícia Civil na casa no Centro de Piquerobi, onde um casal foi encontrado morto, terminou por volta das 18h desta quarta-feira (11). Conforme o delegado responsável pelo caso, Ellisson Yukio Hasai, a primeira linha de investigação adotada pela corporação é de que foi um homicídio contra a mulher, seguido de suicídio. Ambos moravam juntos havia cerca de cinco anos e não tinham filhos. Ainda não se sabe o que motivou o crime. As investigações continuam.

Hasai explicou que a primeira vertente das investigações se deu devido ao cenário do crime. “Pelos elementos coletados no local, relatos, características das lesões e as marcas de sangue, uma das linhas de investigações é a de que houve um homicídio praticado pelo rapaz contra ela e, na sequência, a prática de suicídio”, explicou o delegado.

“Foram vistas lesões com características de autolesão no corpo dele, aliadas a mensagens que ele deixou, pois ele chegou a mandar mensagem para a mãe com um fundo de despedida, então, provavelmente, com intenção suicida, levam a crer que ele tenha praticado o homicídio e na sequência se mutilado”, acrescentou o delegado.

Ainda conforme a autoridade policial, “aparentemente, um se defendeu do outro”. A mulher, pensionista de 32 anos, apresentava algumas perfurações nas costas, na região torácica e pequenas lesões incisas nas mãos, indicando defesa, conforme relatou o delegado. O homem, um torneiro mecânico de 28 anos, também apresentava lesões perfuro-cortantes pelo corpo, sendo no pescoço, nos pulsos, nos braços e nos antebraços, que também indicam defesa, além de autolesão. Indícios também apontam que houve luta corporal no interior do imóvel.

O delegado ressaltou ao G1 que este é apenas o início das investigações e nenhuma hipótese pode ser descartada. “Não há indícios da presença de um terceiro elemento, ou seja, um homicídio duplo, mas não podemos descartar nada”, enfatizou.

Mensagem
De acordo com o delegado, é provável que o casal estivesse com problemas conjugais, porém, nada foi confirmado. Hasai relatou que, por volta das 2h desta quarta-feira (11), a mulher enviou uma mensagem para a sogra “pedindo ajuda, porque ele estava estúpido e só gritava”. Após duas horas, aproximadamente, o homem também mandou uma mensagem para a mãe. “Era comprida e com um tom de despedida”, comentou.

Os fatos e características levam a crer que o crime tenha ocorrido entre 3h e 5h, ainda conforme as informações do delegado.

A polícia foi acionada por volta das 8h, depois que o pai de uma das vítimas chegou ao imóvel e encontrou os corpos na residência.

Inquérito
O delegado afirmou que celulares e computadores foram apreendidos pela Polícia Civil para conferir se há alguma informação que contribua com as investigações. Ainda de acordo com Hasai, ainda haverá oitivas com familiares e amigos, para que a motivação do crime, por exemplo, seja descoberta.

O inquérito policial já foi instaurado e o prazo inicial para seu encerramento é de 30 dias. Porém, para a conclusão, ainda são necessários laudos periciais, que podem sofrer atrasos.  (Fonte: G1 Pres. Prudente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br