segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Eleitor venceslauense tem até maio para salvar o título

362 eleitores podem perder o título caso não
comparecem ao Cartório Eleitoral da Comarca
Se você não votou nas últimas três eleições, fique atento: pode ter muita dor de cabeça.

A Justiça Eleitoral divulgou a relação de 362 eleitores que podem perder o título em breve, caso não regularizem a situação no cartório eleitoral de Presidente Venceslau. São cidadãos que não votaram e não justificaram a ausência nos últimos três turnos: eleição para prefeito de 2016 e disputa presidencial nos dois turnos de 2014.

O cartório da 102ª Zona Eleitoral vai regularizar a situação desses cidadãos entre os dias 2 de março e 2 de maio. Para resolver a pendência, o procedimento é simples: basta procurar o cartório entre meio-dia e 19h com documento de identidade e comprovante de residência. Será emitida uma guia para pagamento da multa, no valor de R$ 3,51 por turno. Com isso, a situação estará regularizada. Caso o eleitor não more mais na cidade, basta fazer o mesmo procedimento em qualquer cartório. 

Os prejuízos para quem não regularizar a situação com a Justiça são grandes. A pessoa tem o título eleitoral cancelado e precisa refazer o documento. Mais do que isso: sem o registro, o cidadão fica impedido de tirar passaporte, prestar concurso público, obter empréstimos, entre outros transtornos.

O analista jurídico do cartório da 102ª Zona Eleitoral, Norberto Gonçalves, explica que para regularização do título não é necessário agendamento prévio pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “No entanto, o agendamento é necessário para os eleitores realizarem o cadastro biométrico, que pode ser obrigatório na próxima eleição. Os que irão regularizar a situação podem aproveitar e realizar o agendamento para já efetuarem este cadastro”, afirmou Gonçalves.

Ainda conforme o analista, o cartório emitiu um edital na quarta-feira (22) que contém os nomes dos eleitores com situação irregular. “A relação dos nomes está afixada no próprio cartório, para o cidadão que desejar consultar aqui”, concluiu.

Os eleitores enquadrados nas situações de voto facultativo não precisam buscar pelo serviço. Não são obrigadas a votar as pessoas que possuem 16, 17 ou mais de 70 anos.

Risco
Os eleitores que não votaram há menos de duas eleições não correm o risco de perder o título agora, mas também é recomendável que quitem as multas. A comprovação de votação também é exigida em algumas situações, como na emissão de passaporte.

No ano passado, 29.527 pessoas estavam aptas a votar em Presidente Venceslau, mas 7.244 não compareceram às urnas no último dia 2 de outubro. O número de abstenções incluem os eleitores que justificaram seus votos.

Em Caiuá e Marabá Paulista, cidades que também integram a 102ª Zona Eleitoral, os números de eleitores com situação irregular são de 52 e 49 respectivamente. Nas últimas eleições, dos 4.152 eleitores aptos em Caiuá, 736 não votaram, enquanto que em Marabá Paulista o número de abstenções foi de 604 dos 3.541 aptos a votar no município.   (Da Redação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br