sexta-feira, 3 de março de 2017

Polícia Militar Ambiental divulga balanço de atuação durante piracema 2016/2017

Mais de uma tonelada de peixes foi apreendida durante o período
(Foto: Polícia Militar Ambiental / Cedida)
Com o término da Piracema 2016 / 2017 na última terça-feira (28), o 2º Batalhão de Polícia Ambiental da Polícia Militar de São Paulo, sediado em Birigui e que abrange as regiões administrativas de Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente e Marília, divulgou o balanço de infrações ambientais no período.

Conforme a corporação, equipes compostas por três policiais dedicaram 1.775 horas ao policiamento aquático, que resultou em 95 autos de infração ambiental relacionados à pesca, no valor de R$ 88.278,80 em multas aplicadas, sendo apreendidos 1.067 quilos de peixes que foram destinados, em sua maioria, a entidades assistenciais. Nas ações foram recolhidos 33.064 metros de rede; realizadas 1.582 vistorias ambientais de pesca; fiscalizados 150 comércios de pescado e abordadas 615 embarcações.

A Polícia destacou o excelente resultado preventivo alcançado por meio de atividades de educação ambiental, de conscientização das comunidades e da atuação do policiamento ostensivo ambiental, reprimindo e coibindo a prática de infrações penais e administrativas contra o meio ambiente, em particular as decorrentes da pesca irregular.

Diante dos resultados e buscando a manutenção do equilíbrio ambiental mesmo com o término da Piracema, a Polícia Militar Ambiental continuará com o policiamento ostensivo terrestre e hidroviário para fiscalizar, entre outras normas, o contido na Instrução Normativa IBAMA nº 26, de 02 de setembro de 2009, que estabelece normas gerais de pesca para a bacia hidrográfica do rio Paraná.

Para tanto, a Polícia Militar Ambiental orienta o pescador amador, que é permitido o uso de linha de mão, caniço simples, caniço com molinete ou carretilha, isca natural ou isca artificial. Para o pescador profissional, quanto aos petrechos e métodos, prevalecem as normas vigentes conforme a Instrução Normativa IBAMA nº 26/09.

Serviço
Respeito ao meio ambiente é sempre a melhor medida e a Polícia Militar Ambiental encontra-se à disposição em todas as suas unidades, ou pelos telefones: (18) 3643-1750 – Birigui Sede da 1ª Cia/PAmb; (14) 3103-0150 – Bauru Sede da 2ª Cia/PAmb; (18) 3906-9200 – Presidente Prudente Sede da 3ª Cia/PAmb; (14) 3592-1200 – Marília Sede da 4ª Cia/PAmb e 0800-0113560 Secretaria do Meio Ambiente.

As denúncias de crimes ambientais poderão ser feitas pelo telefone 181 (Disque Denúncia) e, em caso de emergência, através do telefone 190, ou na unidade mais próxima da Policia Militar Ambiental.  (A.I)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br