quarta-feira, 1 de março de 2017

Venceslau treina no Carnaval, e Flávio Prado prioriza defesa antes de "finais"

Erros defensivos e sequência de resultados ruins preocupam treinador, que busca ajustar setor e pede postura agressiva ao grupo na sequência da Liga de Basquete

Elenco do Venceslau treina no Carnaval, e técnico
prioriza defesa  (Foto: Kadu Mello / Cedida)
O Presidente Venceslau voltou aos treinos após a derrota para o Santo André, na última sexta-feira (24), e o foco do trabalho é o sistema defensivo. Na atividade desta terça-feira (28) de manhã, em pleno feriado de Carnaval, o técnico Flávio Prado conversou com as jogadoras e cobrou uma postura mais agressiva na sequência da Liga de Basquete Feminino (LBF). Os erros na defesa e a sequência de resultados negativos têm preocupado o treinador, que também buscar mexer com o psicológico do grupo.

– Tivemos uma folga natural de dois dias e voltamos hoje (terça-feira). A intenção é trabalhar em dois períodos. Independente de ser feriado ou não, precisamos acertar algumas coisas e não podemos perder tempo. Temos conversado muito nos últimos dias e temos consciência do que estamos fazendo errado. Até falei para elas (jogadoras) que o maior culpado talvez seja eu. O problema é que temos a sensação de que vai dar certo, colocamos em prática o plano de jogo, mas, de repente, a gente não consegue alcançar as vitórias. O nosso time não tem conseguido mais defender, e esses erros defensivos têm pesado demais – afirmou o treinador.

Venceslau tem a pior defesa entre os seis times que disputam a primeira fase, com 1.029 pontos sofridos em 14 jogos (média de 73,5 por partida). Porém, mesmo com esta estatística negativa e estando na lanterna, com 17 pontos (três vitórias e 11 derrotas), a equipe venceslauense segue com chances reais de avançar aos playoffs.

O time está a apenas dois pontos do Sampaio Basquete, quarto colocado e dentro da zona de classificação, e tem a chance de se igualar na pontuação se vencer a equipe do Maranhão na próxima terça (7) e quinta-feira (9), às 20h, no Oeste Paulista. Mas, para que isso aconteça, Flávio Prado sabe que é necessária uma mudança total de postura dentro de quadra.

– Está todo mundo muito chateado com essa situação, e as jogadoras não querem errar mais. Infelizmente, as coisas não estão acontecendo como a gente imagina. Agora, vamos trabalhar muito a nossa defesa e, mais uma vez, vamos estudar o que a gente tem que fazer e deixar tudo programado. As meninas sabem que para termos condições de jogar de igual para igual, temos que marcar mais e jogar de forma agressiva, algo que sempre foi uma marca dessa equipe.  (Fonte: Globo Esporte)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br