quinta-feira, 27 de abril de 2017

Sindicatos organizam protesto em Venceslau contra reformas do Governo Temer

Representantes de três sindicatos concederam entrevista
 coletiva nesta quarta-feira
 (Foto: Eduardo Maduro / Integração Regional)

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta quarta-feira (26), os representantes de três sindicatos confirmaram a manifestação marcada para a próxima sexta-feira (28), em protesto às reformas da Previdência e Trabalhista. O ato começará às 8h30 e será realizado na praça Nicolino Rondó, na avenida Dom Pedro II, centro de Presidente Venceslau (SP).

O ato é organizado pelo vice-presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) na cidade, Erivaldo Lima, pela presidente do Sindicato dos Comerciários de Presidente Venceslau (Sincomerciários), Nadir Almeida, e pelo diretor do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Presidente Venceslau (SP) e região, Ângelo Malacrida. De acordo com os organizadores, o movimento também terá o apoio do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e também do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Presidente Venceslau (Sindserve).

Segundo Ângelo Malacrida, os sindicatos estão se reunindo para conscientizar a população local a respeito das reformas que estão sendo tema de debate em Brasília (DF). “Toda a população venceslauense está convidada a este ato de repúdio, que tem como objetivo combater essa tentativa de acabar com os direitos dos trabalhadores brasileiros”, disse Malacrida, que na sequência afirmou que as unidades da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil podem não abrir no dia citado em razão da manifestação. No entanto, a informação ainda não foi confirmada.

Na opinião de Erivaldo Lima, da Apeoesp, os jovens precisam integrar o movimento de maneira significativa. “A reforma da previdência vai prejudicar principalmente os jovens de hoje. No futuro, eles terão dificuldades para se aposentar caso essas medidas sejam aprovadas em Brasília”, afirmou. De acordo com ele, alunos e professores de escolas públicas devem comparecer ao evento.

Ainda conforme os organizadores, a concentração de pessoas será realizada na praça Nicolino Rondó e o grupo não realizará passeata. (Da redação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br