quinta-feira, 11 de maio de 2017

Após empate com Duran, prefeito de Rancharia assume presidência da Unipontal

Duran diz que decisão contribuiu para a união
 dos municípios (Foto: Arquivo/ Portal Bueno)
Até o fim de 2018, a liderança à frente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) não será novidade entre as 31 cidades que integram a entidade. O prefeito de Regente Feijó, Marco Antônio Pereira da Rocha (PSDB), se mantém na presidência da entidade pelo quarto mandato consecutivo. A decisão foi tomada em um encontro com os representantes da Unipontal, após ocorrer um empate de votos durante a última eleição, entre Rocha e o prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran Gonçalez (PSD). Na ocasião, para que o parecer fosse concretizado, foi necessário consultar a APM (Associação Paulista de Munícipios).

O presidente explica que no estatuto da entidade não há uma previsão para o empate. Por isso, o líder do processo eleitoral, o prefeito de Rancharia, Alberto Cesar Centeio de Araujo, Iéia, (PSDB), teve que consultar a APM. “Na conversa, eles nos orientaram que, diante a ocasião, fosse aplicada a lei eleitoral, que, por sua vez, diz que o vencedor deve ser o mais idoso. Com isso, ficou designada a mim, a permanência na presidência da Unipontal”, completa Rocha.

Com a reeleição, o representante afirma que os trabalhos continuarão com o mesmo propósito, ou seja, seguir na luta permanente pela distribuição mais justa no rateio da receita tributária, diante os cenários estadual e nacional. “Nas duas esferas, respectivamente, nós estamos lado a lado com a APM e a Confederação Nacional dos Municípios. Nosso compromisso é mostrar que o Pontal precisa de um investimento maior e conseguir isso, até que as cidades tenham uma independência financeira na necessidade de recursos”, completa.

Um pensamento e liderança que segue, pelo menos, até o início de 2019, quando ocorre a próxima eleição. Para a votação seguinte, devido ao empate, o clima de união é o caminho entre as chapas da Unipontal. Por conta da decisão, Rocha relatou à reportagem que, na indicação de 2019, todos os representantes se comprometeram a apoiar o prefeito Jorge Duran Gonçalez, como reconhecimento dos votos, para que possa continuar o trabalho. “Não significa que não haverá votação ou eleição, mas as chapas estão de acordo com esse parecer e apoio”.

Uma notícia que foi bem acolhida pelo chefe do Executivo de Venceslau. Para ele, a decisão foi tomada de forma justa e felicita a vantagem em ter, para a concorrência do próximo mandato, o apoio dos demais. “Acredito que a forma como o cenário ficou contribui para a união das municipalidades, o que é a vontade e determinação de todos. Agora, nós apoiamos integralmente o Marco Rocha e, quando chegar nossa vez, teremos essa ajuda em troca”, conta.

Daqui dois anos, até que ocorra a nova eleição, pode ser que a situação dos municípios seja diferente, conforme relatado por Duran. No entanto, se eleito, ele garante que a ideia é promover um governo que busque desenvolvimento econômico e melhorias à saúde regional. “Evidentemente que o plano vai sofrer alguma mudança ou aperfeiçoamento. A intenção é olhar os novos e atuais problemas que surgirem, e adaptar conforme a realidade”, expõe.
(O Imparcial)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br