segunda-feira, 8 de maio de 2017

Itesp Presente chega a mais um município do Pontal do Paranapanema

A Câmara Municipal de Teodoro Sampaio recebe nesta segunda-feira (8), o Itesp Presente. O diretor executivo da Fundação Itesp, Marco Pilla, apresentará, a partir das 19h, as inovações das políticas agrária e fundiária do Governo do Estado às novas gestões das Câmaras Municipais e das Prefeituras, além de receber sugestões e demandas. O primeiro encontro ocorreu no dia 17 de abril, em Mirante do Paranapanema; o seguinte ocorreu ontem (5) em Araraquara. Nas próximas semanas, o Itesp Presente será realizado em Presidente Venceslau, Rosana, Euclides da Cunha Paulista e em outras regiões que abrigam assentamentos estaduais.

Vinte e seis servidores lotados no Grupo Técnico de Campo (GTC) do Itesp de Teodoro Sampaio atendem 23 assentamentos estaduais no município e região. Cerca de 1 mil famílias são beneficiadas. Desde 2011, foram investidos mais de R$ 3 milhões em obras diversas, como perfuração de poços, conservação de estradas e instalação de fossas sépticas.

O assentamento Santa Zélia, em Teodoro Sampaio, abriga uma das três salas descentralizadas da Etec instaladas em assentamentos estaduais no Pontal do Paranapanema. As outras duas funcionam em Euclides da Cunha Paulista e Rosana. Nesses locais é ofertado o curso técnico em Agronegócio com foco na agricultura familiar. O Centro Paula Souza instalará, em breve, a quarta sala descentralizada da Etec em um dos assentamentos de Mirante do Paranapanema. 

Atualmente, a Fundação Itesp, vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, atende 138 assentamentos estaduais, onde vivem quase 7 mil famílias. Elas recebem os serviços gratuitos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e são beneficiadas com a doação de insumos e materiais voltados para a produção. Desde 2011, o Governo do Estado investiu mais de R$ 30 milhões nos assentamentos, em obras de melhorias, como poços, fossas sépticas, destoca, recuperação de estradas e Áreas de Preservação Permanente (APPs), entre outros.

Para escoar a produção, os assentados podem se inscrever no Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social (PPAIS). Os alimentos adquiridos, até o limite de R$ 22 mil anuais por unidade familiar, são usados nas refeições de hospitais, escolas estaduais, universidades e penitenciárias. Em dezembro do ano passado, foi sancionado o decreto que criou o subprograma PPAIS Leite. 

A penitenciária Maurício Henrique Guimarães Pereira, de Presidente Venceslau, foi a primeira a comprar leite pasteurizado (10,5 mil litros) por meio do PPAIS Leite. Os produtos serão fornecidos, durante o quadrimestre de maio a agosto, pela Cooperativa dos Produtores Agropecuários de Dracena (Coopadra), que reúne 81 agricultores familiares. (A.I)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br