quarta-feira, 31 de maio de 2017

Protesto contra a morte de rapaz baleado pela Polícia Militar queima pneus na Avenida Tancredo Neves



Pneus foram queimados na Avenida Tancredo Neves
 (Foto: Stephanie Fonseca/G1)
Um protesto realizado na noite desta terça-feira (30) na Vila Brasil, em Presidente Prudente, causou a interdição de um trecho da Avenida Tancredo Neves. Os manifestantes se mobilizaram contra a morte de um rapaz de 22 anos que morreu após ter sido baleado pela Polícia Militar, no próprio bairro, na segunda-feira (29).

A manifestação durou cerca de meia hora e foi controlada após a intervenção da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, que conteve as chamas que atingiam os pneus na avenida. Com isso, o trânsito foi normalizado no local.

Durante o protesto, os cerca de 50 manifestantes gritavam palavras de ordem e xingavam os policiais militares. Segundo pessoas que testemunharam a mobilização, também houve disparos de tiros durante o ato e policiais militares realizaram diligências para tentar identificar a autoria.

Com a chegada da PM ao local, a manifestação se dissipou.

Tiros
O desdobramento de uma operação realizada pela Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), com o apoio da Polícia Militar, na segunda-feira (29), no Jardim Itapura 1, em Presidente Prudente, resultou na morte do rapaz de 22 anos, baleado em uma troca de tiros com os militares. Uma mulher, de 20 anos, foi presa por tráfico de droga.

Segundo informações da delegada seccional da Polícia Civil, Ieda Maria Cavalli de Aguiar Filgueiras, ao G1, durante a operação, que resultou na apreensão de tabletes de maconha, objetos utilizados para embalar e pesar entorpecentes, dinheiro e aparelhos eletrônicos, uma mulher confessou que o material apreendido pertencia ao seu companheiro, que não estava no momento da abordagem. No entanto, a Polícia Militar foi acionada e, durante buscas na Vila Brasil, localizou o suspeito, que tentou fugir.

“O homem passou a pular muros e telhados e quando chegou a um terreno passou a atirar contra os policiais, que reagiram. O rapaz foi baleado e encaminhado ao Hospital Regional [HR] de Presidente Prudente, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia apreendeu a arma de fogo que estava com o homem e a perícia foi acionada. O caso foi registrado como tentativa de homicídio, por parte do rapaz que atirou, e como homicídio consumado, por parte dos militares”, explicou Ieda ao G1.

Drogas
De acordo com a Dise, os policiais compareceram ao local depois de receber denúncias de tráfico de droga praticado pelos moradores do imóvel, no Jardim Itapura 1. Quem atendeu os agentes foi a mulher, de 20 anos. O marido dela, também denunciado por tráfico, segundo a Dise, não estava no imóvel.

Quando questionada sobre existência de drogas no interior do apartamento, a jovem afirmou que havia um cigarro de maconha que estava fumando. Ainda disse que havia no interior do congelador um pote plástico com fragmentos de maconha, o qual foi localizado e apreendido. Ao lado do pote, havia uma bolsa térmica de cor verde na qual os agentes encontraram cinco tabletes de maconha.

Durante a vistoria na lavanderia do apartamento, foi encontrada, pendurada em uma torneira ao lado do tanque, uma sacola plástica branca, que continha em seu interior 21 porções de maconha que já se encontravam fracionadas e embaladas para a comercialização. Em continuidade às buscas, foi encontrada em uma gaveta do armário da cozinha uma balança de precisão, aparentando ter resquícios, bem como um rolo de filme, semelhante ao utilizado na embalagem das drogas apreendidas.

Em busca no quarto do casal, os policiais encontraram no interior de uma gaveta do guarda-roupas R$ 1.300,00 em dinheiro, bem como uma TV LCD, um videogame e jogos variados. Também foram apreendidos dois celulares.

Segundo a Dise, a mulher afirmou que as drogas pertenciam ao seu marido, o qual levou os entorpecentes e fracionou uma parte, na noite de domingo (28), com seu consentimento.

A investigada foi conduzida à Dise e presa em flagrante por tráfico de droga.

Polícia Militar
Em nota ao G1, a Polícia Militar informou que nesta segunda-feira (29), por volta das 16h, policiais civis realizaram buscas em uma residência no Jardim Itapura 1, onde foram apreendidos cerca de 4 kg de maconha. No local, foi presa em flagrante uma mulher, que é companheira de um homem que se encontrava foragido.

"Durante diligências na Vila Brasil, policiais militares se depararam com o [rapaz], que ao perceber que estava cercado, disparou contra os policiais militares, que tentavam sua detenção. No revide, o homem veio a ser atingido por disparos de arma de fogo efetuado por um dos policiais. A arma de fogo (revólver), utilizada pelo [homem] foi encontrada ao lado do seu corpo. O [atingido] foi imediatamente socorrido por uma Unidade do Resgate ao Hospital Regional, onde veio a óbito. O local foi preservado e periciado pela Polícia Científica. Foi instaurado um inquérito policial para devida apuração dos fatos", explicou a Polícia Militar ao G1.(G1 Prudente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br