sexta-feira, 9 de junho de 2017

Santa Casa chega a acordo e vai entregar Pronto Socorro para Prefeitura de PV

O secretário de finanças da prefeitura, Edson Prado, o prefeito
Jorge Duran, o provedor Reginaldo Beraldo, o tesoureiro da Santa
Casa Angelo Gerosa e o assessor técnico do hospital, Murilo César

Reunião foi realizada na Santa Casa com o prefeito 
Jorge Duran(Fotos: Cedidas/A.I)
Uma reunião realizada na tarde desta quinta-feira (08) entre o provedor da Santa Casa de Presidente Venceslau, Reginaldo Beraldo, e o prefeito municipal Jorge Duran, selou o acordo entre a Irmandade e a prefeitura municipal em torno do Pronto Socorro. De comum acordo entre as partes a Santa Casa vai entregar os serviços de pronto atendimento para o poder público municipal. A medida deve entrar em vigor dentro de 90 dias, e nesse período será feita a transição para o processo.

A decisão foi tomada após vencer no último dia 31 de maio a validade do contrato firmado entre a Irmandade da Santa Casa e o Munícipio referente ao atendimento pelo Pronto Socorro do hospital para a prestação de atendimento de urgência e emergência aos munícipes de Presidente Venceslau.

Nos últimos dias a direção executiva do hospital venceslauense iniciou as tratativas com a prefeitura municipal para viabilizar a renovação do acordo para prestação dos serviços. A Santa Casa apresentou proposta no valor de R$ 400 mil reais de forma mensal para realizar os serviços, no entanto, a prefeitura enviou contraposta de R$ 275 mil.

O valor do contrato que venceu no mês de maio era de R$ 325 mil reais por mês. “Fizemos uma minuciosa análise dos custos e apontamos a necessidade de aumentar o repasse para a renovação, porém, compreendemos o momento financeiro que o país atravessa e que compromete as finanças dos municípios. Desta forma, para não ficar oneroso para a Santa Casa e também para a prefeitura, entendemos que o Pronto Socorro poderá ser dirigido pela administração municipal que será responsável pelos atendimentos de urgência e emergência no local. A medida foi tomada de comum acordo”, disse Reginaldo Beraldo.

O provedor da Santa Casa afirma que o fato não altera a relação entre o hospital e a prefeitura. “Vamos manter nossas parcerias e pensar na melhor maneira de oferecer o atendimento adequado para a população que não terá prejuízos com a alteração administrativa do pronto atendimento”, falou Reginaldo.

Ele destaca que o hospital seguirá avançando e com o objetivo de completa reestruturação. “Vamos continuar investindo na qualidade de nosso atendimento tanto para pacientes do SUS (Sistema Único de saúde) como de convênios e particulares. A população poderá contar com toda nossa estrutura de UTI, médicos especialistas, farmácia, cirurgias entre outros serviços que temos. Em nenhum momento o usuário da Santa Casa será prejudicado, muito pelo contrário, vamos melhorar os serviços”, falou o provedor.

O prefeito Jorge Duran mostrou-se satisfeito com o posicionamento do hospital e agradeceu a parceria. “Tanto a Santa Casa quanto a Prefeitura Municipal vivem realidades financeiras que precisam ser respeitadas. No momento não conseguimos aumentar o valor do repasse, mas vamos manter as duas instituições alinhadas para oferecer o melhor atendimento possível para os pacientes”, afirmou Duran.

O prefeito e o provedor já trabalham para realizar a transição sem prejudicar os serviços no local. “O importante é que tanto a direção do hospital, quanto nós estamos pensando no resultado final que é a prestação de um serviço de qualidade para os pacientes em se tratando de urgência e emergência, e posso garantir que isso será feito da melhor maneira possível”, disse Duran.

Transição
O prazo para a prefeitura assumir o Pronto Socorro vence no próximo dia 08 de setembro. Nesse período serão feitas adequações na estrutura física e de funcionários do pronto atendimento.

A direção executiva da Santa Casa destaca que somente o Pronto Socorro terá alterações. “Estaremos recebendo normalmente os pacientes que tiverem necessidade de internação, cirurgias e outros atendimentos. Somente os serviços de urgência e emergência é que serão executados pela prefeitura, o restante é de inteira responsabilidade da Santa Casa. Essa medida já vem ocorrendo em diversos hospitais do país e a experiência é positiva, e esperamos que seja assim também em Presidente Venceslau”, explicou Reginaldo.

Pacientes de outras cidades
A direção da Santa Casa enviou comunicado para as prefeituras de Caiuá e Marabá Paulista que também terceirizam os serviços de Pronto Socorro no hospital venceslauense. Os municípios foram informados da mudança e também terão o prazo de 90 dias para se programarem quanto ao serviço.
(A.I / Santa Casa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br