quinta-feira, 6 de julho de 2017

Acusado de matar morador de rua é julgado e inocentado em Venceslau

Acusado de matar morador de rua é julgado em Presidente
 Venceslau(Foto: Reprodução/TV Fronteira)
Um dos acusados de matar de "forma brutal" um morador de rua, de 42 anos, em Presidente Venceslau, foi julgado e condenado nesta quarta-feira (5). O fato ocorreu em 2012. Na época, três pessoas, um homem de 25 anos, e dois adolescentes de 13 e 16 anos, foram detidas suspeitas de agredir e, depois, atear fogo na vítima.

O suspeito Tiago Lopes Ferreira, 25, conhecido como "Mudinho", foi a julgamento nesta terça (5) e, após serem ouvidas oito testemunhas, bem como alegações de acusação e defesa, o júri entendeu que ele não foi o responsável pelo homicídio e inocentou o réu. Pela participação das agressões, ele foi condenado a um mês de prisão por lesão corporal. Mas como já cumpri pena desde 2012, ele deve ser colocado em liberdade até esta quinta-feira (5).

O crime
O andarilho de 42 anos foi alvo de agressões graves que levaram a morte dele durante o andamento do processo. Em uma madrugada ele foi levado até o banheiro público da Praça da Matriz, em Venceslau, e lá foi agredido na cabeça com um tampo de concreto.

Na sequência, um objeto cortante foi utilizado para marcá-lo nas costas com o símbolo do nazismo, uma suástica. Depois, com papeis e materiais inflamáveis foi ateado fogo em seu corpo.

Dez dias após o crime, a policia apreendeu os dois adolescentes e prendeu “Mudinho”. Os dois menores também envolvidos responderam pelo delito na Vara da Infância e da Juventude.

(G1 Prudente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br