terça-feira, 18 de julho de 2017

Polícia investiga suposto estupro coletivo em Epitácio

Caso foi registrado nesta segunda-feira (17)
(Foto: Reprodução/TV Fronteira)
A Polícia Civil de Presidente Epitácio investiga um suposto estupro coletivo que vitimou uma mulher, de 48 anos. O fato foi relatado na manhã desta segunda-feira (17). Ela teria ficado presa em uma edícula após o fato, mas conseguiu fugir e buscar ajuda. Dois dos quatro envolvidos são vizinhos da vítima, conforme a corporação.

Segundo informou a Polícia Civil, a vítima foi levada por um rapaz de 20 anos e outros três menores – de 13, 15 e 17 anos – até os fundos da casa de seu vizinho, onde durante a madrugada teria ocorrido o estupro, segundo explicou a Polícia Civil. No espaço há uma edícula.

A mulher ainda contou aos policiais que os indivíduos a deixaram presa na edícula, porém, pela manhã, ela conseguiu sair do imóvel, pular o muro e procurar por ajuda. A Polícia Militar foi até o local e a socorreu até a Santa Casa.

Na unidade hospitalar, a Polícia Civil entrevistou a vítima e, após sua liberação, retornou com ela à edícula. No imóvel foram localizados preservativos, um par de chinelos e algumas roupas, ainda segundo a corporação.

A mulher passou por exame de corpo de delito e os materiais recolhidos serão periciados. O prazo para que os laudos fiquem prontos é de 10 dias, mas pode haver prorrogação. Com os dados, serão feitas análises para confrontamento com a versão relatada pela vítima.

Com base nos relatos da mulher, houve a prisão em flagrante do rapaz de 20 anos, que permanece preso na Cadeia de Presidente Venceslau e responderá por estupro, cárcere privado e corrupção de menores, e também a apreensão dos três menores, que foram apresentados à Justiça.  (G1 Prudente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br