segunda-feira, 3 de julho de 2017

Faxineira é detida ao tentar entrar em presídio com tabletes de massa epóxi no órgão genital

Produto estava dentro do órgão genital da faxineira (Foto: Polícia Civil/Cedida)
A Polícia Civil deteve neste sábado (1º), em Dracena, uma faxineira, de 26 anos, que pretendia entrar na Penitenciária de Junqueirópolis com oito tabletes de massa epóxi dentro do órgão genital. Segundo a polícia, o produto poderia ser utilizado para esconder possíveis buracos feitos em paredes e blocos de camas.

A mulher, que é moradora de Presidente Prudente, foi abordada após a Polícia Civil ter recebido denúncia de que drogas poderiam ser levadas para dentro da unidade prisional.

A faxineira foi abordada e com ela foi encontrado um invólucro cilíndrico envolto em fita adesiva que escondia os tabletes da massa. Segundo a Polícia Civil, o material foi retirado espontaneamente pela mulher.

De acordo com a Polícia Civil, o produto encontrado é supostamente utilizado para camuflar buracos onde são escondidos materiais ilícitos.

Diante da suspeita de ainda poder existir drogas ocultas, a mulher concordou e foi submetida ao exame de raio-x, mas nada de ilícito foi encontrado.

A ocorrência foi apresentada à Delegacia de Polícia Civil, em Dracena, onde a faxineira foi ouvida e liberada. O material foi apreendido e, por não ser algo ilícito, foi feita a comunicação ao sistema penitenciário para adoção das medidas administrativas.

(G1 Prudente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br