sexta-feira, 3 de março de 2017

Charge do Dia do Integração Regional News


Alunos venceslauenses participam de visita técnica em empresas da Alta Paulista



 Visita aconteceu na semana passada (Fotos: Cedidas ao Integração))
Foi realizada na semana passada uma visita técnica a duas empresas da região da Alta Paulista. Participaram da visita alunos do curso de Administração da Faculdade de Presidente Venceslau (Faprev), dos cursos técnicos de Recursos Humanos e Finanças da ETEC Professor Milton Gazzetti e do curso técnico em Administração da Classe Descentralizada de Santo Anastácio.

Os alunos se reuniram para visitar as empresas Sasazaki Indústria e Comércio Ltda, atuante na fabricação de portas, janelas e esquadrias metálicas na cidade de Marília e a empresa Máquinas Agrícolas Jacto S.A., fabricante de maquinários agrícolas em Pompéia.

Segundo a equipe de professores responsáveis pelo grupo, as visitas aconteceram no intuito de oferecer aos alunos o relacionamento com as observações práticas do comportamento das organizações com os contextos acadêmicos, teorias e conceitos em administração, finanças, produção, 5S, logística, armazenagem, recursos humanos, entre outros fatores que envolvem a gestão empresarial. “Com a observação dessas organizações os alunos contemplaram o vasto universo profissional que podem atuar em um futuro breve, proporcionando aos participantes uma formação ampla e sólida”, afirmou a equipe de professores em nota.

Ainda conforme a nota, “a cultura organizacional dessas empresas e os sistemas de gestão e produção despertaram grande interesse dos alunos, pela disciplina, controle e objetivos bem estabelecidos pelas mesmas, como a missão, visão e valores que direcionam as estratégias empresariais”, completou.

Por fim, a equipe de visitantes destacou a ótima recepção por parte das empresas e agradeceu pela oportunidade de enriquecer o conhecimento.  (Da redação)

Ville Conquisttà - Plantão de Vendas no Local


Policial aposentado venceslauense é morto em São Paulo

Crime ocorreu na avenida dos Bandeirantes

Veículo abordado é um GM Montana

Carlos Roberto Miron era de Venceslau e
morava em São Paulo há alguns anos
(Fotos: Cedidas/Reprodução Facebook)
O policial militar aposentado, 2º Tenente PM Carlos Roberto Miron, de 60 anos, de Presidente Venceslau, foi morto, por volta das 14h30 desta quinta-feira (02), na cidade de São Paulo vítima de um assalto.

Segundo informações do setor da 12º BPM/M CIA de São Paulo, Miron foi abordado em seu veículo, um GM Montana, na avenida dos Bandeirantes, Itaim Bibi, Zona Sul de São Paulo, por alguns indivíduos que anunciaram um assalto.

Na ação, ele foi baleado na cabeça e logo em seguida os indivíduos fugiram em um Fiat Uno com sentido ao aeroporto de Congonhas. O policial aposentado chegou a ser atendido no Pronto Socorro Santa Paula, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. Ainda conforme informações, no carro do policial foram encontrados malotes de dinheiro vazios.

Carlos Roberto Miron é da família que possuía a Padaria Miron, localizada na avenida Tiradentes em Presidente Venceslau. Ele já morava em São Paulo há alguns anos e trabalhava na área de segurança atualmente. O irmão, Samuel Miron, possui ainda a padaria de mesmo nome na cidade de Bataguassu (MS).  (Fonte: Portal Bueno)

Venceslau Farma, a Farmácia do Yassuo em Venceslau


AVJK realiza projeto de judô para alunos da APAE de Venceslau





Equipe de atletas AVJK (Fotos: Cedidas ao Portal Bueno)
A Associação Venceslauense de Judô Kenshin (AVJK) e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Presidente Venceslau realizam em parceria o projeto “Fábrica de Gigantes – Voar Como Águia” com os alunos atendidos pela entidade.

O projeto, que partiu da ideia do presidente da AJVK, Moacir Machado, e do sensei Tiago Araújo, consiste em trabalhar o desenvolvimento social dos alunos através do judô. “Assim como já trabalhamos com nossos atletas, tivemos a ideia de realizar o trabalho com a APAE e assim ajudar no desenvolvimento deles e trazê-los para a sociedade através do esporte. Para isso temos o apoio dos pais e da equipe médica e pedagógica da entidade”, explica Machado.

Segundo a diretora da entidade, Vera Lúcia Orefice Sartori Ferrari, o projeto está sendo essencial para os assistidos. “Era uma parceria que já queríamos há muito tempo, tanto pais, alunos e equipe da escola, e este ano o Moacir nos procurou e foi possível por em prática. É uma ação de grande valia para nosso alunos, pois ajuda e muito no tratamento e desenvolvimento necessários para eles. Durante as aulas podemos perceber o brilho no olhar e o prazer de cada um em participar do esporte”, explica.

Apesar de serem pessoas especiais, o trabalho realizado é bem semelhante com o que é feito com os atletas já membros da AVJK. “A ideia é utilizarmos o esporte para trazê-los para a sociedade da mesma forma que já fazemos com nossos atletas. Colocá-los para participarem de competições, troca de faixas e tudo o que o judô exige”, explica o sensei Tiago.

O projeto teve início no mês de fevereiro e já atende 22 alunos da APAE. As aulas ocorrem todas as quintas-feiras no período da tarde e são ministradas pelo sensei Tiago Araújo e senpai Thales Machado. A AVJK e a APAE também pedem apoio de apadrinhamentos dos alunos que estão participando das aulas de judô para aquisição de equipamentos, uniformes, entre outras necessidades a fim de dar continuidade ao projeto. Para ajudar, os telefones para contato são (18) 3271-1901 (APAE) ou (18) 3271-6294 (AJVK).

Projetos
Esse é a segunda ação social promovida pela AVJK que já atende 120 crianças da Associação de Proteção à Infância e a Maternidade (APIM) através do projeto “Iluminando Vidas”. No total, a AVJK atende 253 atletas na cidade.

O principal objetivo da associação é trabalhar buscando sempre atender as necessidades da criança, aluno, de forma personalizada. Já no contexto social, a proposta é proporcionar ao futuro praticante, o conhecimento e envolvimento em um esporte pautado em valores e disciplina, com oportunidades para o desenvolvimento e crescimento, tanto no pessoal, quanto no cenário esportivo.

Para saber mais sobre o trabalho da associação e horários de aulas, entre em contato pelo telefone (18) 3271-6294.  (Fonte: Portal Bueno)

Martins & Marinelli Agronomia


Polícia Militar Ambiental divulga balanço de atuação durante piracema 2016/2017

Mais de uma tonelada de peixes foi apreendida durante o período
(Foto: Polícia Militar Ambiental / Cedida)
Com o término da Piracema 2016 / 2017 na última terça-feira (28), o 2º Batalhão de Polícia Ambiental da Polícia Militar de São Paulo, sediado em Birigui e que abrange as regiões administrativas de Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente e Marília, divulgou o balanço de infrações ambientais no período.

Conforme a corporação, equipes compostas por três policiais dedicaram 1.775 horas ao policiamento aquático, que resultou em 95 autos de infração ambiental relacionados à pesca, no valor de R$ 88.278,80 em multas aplicadas, sendo apreendidos 1.067 quilos de peixes que foram destinados, em sua maioria, a entidades assistenciais. Nas ações foram recolhidos 33.064 metros de rede; realizadas 1.582 vistorias ambientais de pesca; fiscalizados 150 comércios de pescado e abordadas 615 embarcações.

A Polícia destacou o excelente resultado preventivo alcançado por meio de atividades de educação ambiental, de conscientização das comunidades e da atuação do policiamento ostensivo ambiental, reprimindo e coibindo a prática de infrações penais e administrativas contra o meio ambiente, em particular as decorrentes da pesca irregular.

Diante dos resultados e buscando a manutenção do equilíbrio ambiental mesmo com o término da Piracema, a Polícia Militar Ambiental continuará com o policiamento ostensivo terrestre e hidroviário para fiscalizar, entre outras normas, o contido na Instrução Normativa IBAMA nº 26, de 02 de setembro de 2009, que estabelece normas gerais de pesca para a bacia hidrográfica do rio Paraná.

Para tanto, a Polícia Militar Ambiental orienta o pescador amador, que é permitido o uso de linha de mão, caniço simples, caniço com molinete ou carretilha, isca natural ou isca artificial. Para o pescador profissional, quanto aos petrechos e métodos, prevalecem as normas vigentes conforme a Instrução Normativa IBAMA nº 26/09.

Serviço
Respeito ao meio ambiente é sempre a melhor medida e a Polícia Militar Ambiental encontra-se à disposição em todas as suas unidades, ou pelos telefones: (18) 3643-1750 – Birigui Sede da 1ª Cia/PAmb; (14) 3103-0150 – Bauru Sede da 2ª Cia/PAmb; (18) 3906-9200 – Presidente Prudente Sede da 3ª Cia/PAmb; (14) 3592-1200 – Marília Sede da 4ª Cia/PAmb e 0800-0113560 Secretaria do Meio Ambiente.

As denúncias de crimes ambientais poderão ser feitas pelo telefone 181 (Disque Denúncia) e, em caso de emergência, através do telefone 190, ou na unidade mais próxima da Policia Militar Ambiental.  (A.I)

Lojão 10 em Venceslau e Epitácio


Câmara de Venceslau aprova Comissão Temporária para analisar contas do Ipreven

De maneira unânime, foi aprovado o Projeto de Resolução 001/2017, feito pela mesa da Câmara dos Vereadores de Presidente Venceslau (SP), que dispõe sobre a criação de uma Comissão Temporária Especial destinada à apreciação de questões referentes ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (Ipreven).


A questão foi apresentada em sessão realizada na noite de quarta-feira (1). Na ocasião, os treze vereadores estavam presentes e, de maneira unânime, votaram a favor do projeto, que tem como objetivo analisar as contas do Ipreven desde sua fundação, em 1992, até o ano atual.

Com a aprovação, o próximo passo será a escolha dos componentes da comissão. Conforme foi dito pelo presidente da Câmara, João Paulo Rondó (PSD), cinco vereadores serão escolhidos na próxima sessão para integrar a comissão, assim como o tempo que ela atuará.

Ainda de acordo com o vereador, a medida foi tomada para resolver o problema dos servidores públicos. Segundo João Paulo, durante os 25 anos de existência do Ipreven, nada neste sentido havia sido feito. “Por conta disso, a comissão investigará as contas do instituto desde sua fundação”, explicou.

A hipótese de uma auditoria externa havia sido levantada por outros vereadores através de redes sociais. No entanto, a ideia foi descartada pelo presidente da Câmara por questões financeiras. “O custo de uma auditoria externa ficaria em torno de 30 a 40 mil reais e temos funcionários capacitados para formar esta comissão a custo zero”, completou.

Servidores
O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserve), Arnaldo Silva, acompanhou a sessão da última quarta e afirmou que a investigação das contas do Ipreven desde sua fundação é necessária, pois a questão afeta diretamente os aposentados pela instituição. “É importante que o servidor compareça e esteja por dentro do assunto, pois é uma questão séria”, explicou.

Arnaldo disse também que os vereadores que haviam levantado a hipótese de uma auditoria externa também aprovaram o Projeto de Resolução. “Agora é aguardar para que a investigação seja concluída”, completou.

Sessão
Com sessões sendo realizadas normalmente nas noites de segunda-feira, a sessão desta semana aconteceu na quarta (1) devido ao feriado de carnaval. Esta é a 6 ª sessão realizada neste ano, e nela foram apresentadas 16 indicações, além de 12 requerimentos feitos pelos vereadores da casa.  (Da redação)

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Presidente Venceslau, Estado de São Paulo, Brazil
email: jornalintegracao@terra.com.br